Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

StartApps

Um blog de Teresa Noronha sobre Startups, Apps e empreendedorismo em português.

App Inviita: A App que sugere programas de acordo com as emoções


 


Como é que se sente hoje? Com vontade de festejar, com espiríto ninja, com vontade de comer algo delicioso?! A inviita sugere opções num conjunto de cidades de acordo com as suas indicações.


 


A Inviita também é uma App que faz sonhar. Podemos saber o que fariamos neste momento em Sidney se nos sentissemos espirituais, em Londres se sentissemos que estavamos num dia de Sorte, ou que locais escolheriamos para comer se estivessemos em Bangkok.


 


Gostei de explorar a aplicação. É uma aplicação que é divertida e que apresenta programas menos convencionais. Apresenta as lojas de tatoos, os locais bons e acolhedores para beber um chá, parques de skates, um passeio às berlengas ou um café nas portas do sol. Não esquece os locais tradicionais. É uma boa App para passear, para programar roteiros e para fazer o percurso de acordo com os nossos gostos pessoas, sem seguir direitinho o passeio que todo o mundo faz.


 


Esta diferenciação pode existir quando se faz as coisas com paixão e coração. Esta criatividade e este gosto são o fermento do sucesso, dos que fazem os produtos com alma e com paixão.


 


Como vos disse vou falar com quem está por trás desta aplicação e vou querer saber tudo sobre o processo criativo e desta história de sucesso.


 


Se vão de viagem ou se querem passear pela cidade, com boas dicas e de acordo com a vossa emoção toca a descarregar a aplicação.


 


 

A App da Feira do Livro de Lisboa

A App da Feira do Livro de Lisboa, está disponivel para iPhone e Android.


 


Quando descarregamos a aplicação aparece a imagem da Hora H. Podem aceder através do menu que se situa no canto superior direito da aplicação às restantes opções.


Inicio.png


 


(Imagens da aplicação)


 


Na opção inicio acedem à Hora H, iniciativa Traga os seus livros para a Feira, Street Food e Encontros Literários Nós e os Livros.


 


Na opção Participantes, uma lista de participações que é pesquisavel.


 


O Mapa da Feira é este e penso que está muito bem conseguido.


 


4fa3cea0-490c-47de-9a99-cc122569c568.png


(Imagens da aplicação)


 


Na opção Eventos e de Livros do dia são disponibilizadas listas pesquisaveis.


Eventos.png


(Imagens da aplicação)


 


Os livros podem ser selecionados como favoritos, selecionando o coração e dessa forma ficam disponiveis na opção wishlist.


 


As restantes opções são institucionais e de utilidade para quem se quer manter atualizado relativamente à Feira do livro.



  • Antes de ir: Horários, contactos e local;

  • Restauração: Informação sobre os locais para comer na Feira com múltiplas opções;

  • Patrocinios: A lista dos patrocinadores da Feira;

  • Login: Para registo e login na Aplicação (não é obrigatório, todas as opções se encontram disponiveis sem registo).


 


A Melhorar:


Penso que seria mais fácil de utilizar se o menu principal fosse a imagem inicial da aplicação, com uma imagem estilisada do logotipo da feira do livro deste ano, penso que ficaria igualmente apelativo.


 


Considero que a App da Feira, enquanto App de Evento temporário, acho que está mesmo boa, um excelente recurso e uma aposta com futuro. Bom trabalho.


 


 


 

App da Feira do Livro de Lisboa: A Experiência

DSC_0320.JPG


 (Fotografia: Hugo Noronha)


 


Olá, já estive na feira do livro de Lisboa e felizmente não choveu... correu bem! 


 


Cheguei com o trabalho orientado e queria confirmar se a App funcionava bem, se a informação estava correta, temas práticos aqui para o Blog, mas não deixei de achar espetacular ter o xadrez e damas gigantes, a área das crianças e de ser cativada pelas entrevistas que estavam decorrer quer na área da Leya quer na área da Porto Editora.


Feira do Livro de Lisboa_xadres.jpeg


(Fotografia Teresa Noronha)


 


Havia stands para todos os gostos, o número de pessoas não era para cima de uma multidão como acontece por vezes e a área de comidas está de facto diferente muito melhor. Tem mais opções com visual mais atraente e mais cuidado. Gostei!


DSC_0330.JPG


 (Fotografia Hugo Noronha)


 


Experiência:


1. Mapa da Feira: estava impecável, funciona e até indica o local onde nos encontramos, está super;


2. Livros do Dia: aqui tive uma surpresa. Dirigi-me a uma editora, perguntei qual era o livro do dia porque tinha a indicação na App e a pessoa do stand informou-me que não havia o conceito do livro do dia... Também aconteceu verificar que uma editora tinha apenas um livro assinalado como livro do dia, mas na App encontravam-se identificados mais livros.


3. Eventos: A lista de eventos este ano é vasta e interessante. De acordo com a App, estavam indicadas sessões de autografos que ainda não tinham iniciado, mas isso pareceu-me perfeitamente justificável.


 


Foi uma boa surpresa e como acontece na maior parte dos anos, correu muito bem. Ainda vou voltar por causa dos Livros do Dia e porque para mim Lisboa tem outro encanto com a feira do Livro.


 


Espreitem lá!


 


DSC_0332.JPG


 ( Fotografia Hugo Noronha)

Apps de jogos para Crianças: Toca Boca

toca.png


(Imagem do site Toca Boca)


   


Cá em casa a maioria das Apps de jogos para a criança são Toca Boca. Toca Boca começou a lançar Apps de jogos para brincar em 2011 e até hoje já lançaram 28 Apps.


 


Toca Boca.png


(Imagem do site Toca Boca)


 


Estas Apps, são como eles próprios dizem jogos para brincar e que podem ser partilhados com os pais. A ideia é mesmo divertirem-se e retirar a carga menos positiva que por vezes se tem sobre a utilização das tecnologias. As Apps preferidas cá em casa vão para o Toca Band e para o Pet Doctor. 


 


Eu divirto-me muito a brincar com a minha filha nestas Apps. Há partilha, alegria, sorrisos e diversão. Naquela altura somos duas a brincar. Não é diferente de jogar a um puzzle, de brincar às cozinhas ou de fazer bolas de sabão.


 


Estes senhores sabem o que fazem e conseguiram produzir brincadeira e diversão. 


 


Existem Apps gratuitas e outras pagas. Se deixarem uma criança a brincar com a App sozinha não necessitam de ter receito de comprar outras Apps, pois esse tema ficou tratado por quem desenvolveu a aplicação.


 


Experimentem, partilhem estes momentos com os vossos filhos e vão disfrutar da parte positiva da tecnologia para as crianças. Brinquem muito!

App de utilidade pública: TE.M.S Tempos Médios na Saúde

TEMS.jpg


(Imagem do site do SNS)


 


O Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem vindo a disponibilizar um conjunto de Apps que ajudam o cidadão na sua relação com o SNS. A TE.M.S é uma delas. Com esta app é possível saber o tempo médio de espera do Hospital a que se pretende dirigir. 


 


Eu considero que este é de facto um serviço de utilidade pública. É diferente sair para o Hospital a pensar que vamos estar lá 10 minutos, ou 2 horas, para sermos atendidos. Se for uma situação com crianças ou idosos os cuidados que é necessário garantir duplicam ou triplicam.


 


Na minha utilização, verifiquei que embora esta App seja do SNS nem todos os Hospitais disponibilizam os dados e esta parte, eu tenho dificuldade a perceber. Não tem tanto a ver com a App, tem a ver com a possibilidade de nem todas as entidades terem de funcionar com estes serviços, que só ajudam.


 


Na apresentação da informação, aparece o tempo de espera por nível de prioridade, tal como as "pulseiras" que nos colocam nas urgências dos Hospitais.


 


Funcionalidades:


1. Fazer download da aplicação disponível para iPhone, Android e Windows;


2. Pergunta se podem utilizar a localização. Eu respondi sim.


3. Aparece uma lista de Hospitais e a possibilidade de pesquisar. Como a aplicação não assumiu a minha localização e a lista de Hospitais listados não corresponde à minha área de residência, pesquisei pelo nome do Hospital que costumo ir em caso de Urgência.


4. Selecionei o Hospital e foi disponibilizada a informação sobre o tempo médio de espera de acordo com a cor da pulseira.


 


Vantagem:


1. A principal vantagem, face ao tradicional é alinhar e expectativa;


2. Ter uma ideia sobre o que é necessário levar para o Hospital para passarmos o tempo que está estimado que teremos de esperar.


 


A melhorar:


1. Ter a informação de todos os Hospitais;


2. O funcionamento do localizador;


3. O nome da App poderia ser mais apelativo.


 


Esta App tem ligação direta à Saúde 24, o que me parece positivo para podermos ir avançando com o processo e já estarem com o processo em andamento quando somos adimitidos.


 


Um grande principio, grande utilidade, ainda há algum trabalho a fazer para funcionar perfeitamente.

Color ADD: A App para Daltónicos

cubo-de-rubik-daltónicos-coloradd.jpg


 (Imagem retirada da internet)


 


Esta App é para daltónicos. Eu sei que parece que é um pormenor, mas eu percebo que não seja. Na verdade percebi isto no casamento de um amigo, quando cheguei ao pé dele e lhe disse: “- Gira a gravata lilás” e ele me responde: “- Lilás, mas não é azul?”. A Color Add informa que 10% da população masculina é daltónica.


 


Acredito que em criança seja uma questão mais gritantes, quando nos dizem para pintar de uma determinada cor, quando nos pedem para dizer as cores, acredito que seja difícil de lidar. Mas como adultos, para escolher as tintas da casa, escolher as capas dos carrinhos de bebé, que existem situações e circunstâncias em que é importante saber exatamente que cor é aquela. Por isso a Color Add tem feito um trabalho de relação de simbolos com a côr que é muito interessante.


 


Relativamente à APP, quanto a mim é fantástica, porque trabalha sobre a câmara. Coloca-se a câmara sobre o objeto que queremos saber a cor e o nome da cor aparece no ecrã. Eu gostei de brincar com a App e funcionou muito bem. Daltónicos de Portugal aqui está uma boa inovação.


 


O Metro do Porto deu a todos uma grande lição sobre este tema quando introduziu esta situação.


 


metro-do-porto-daltónicos-470x202.jpg


 (Imagem retirada da internet)


 


A utilizam de uma linguagem de relação cor e símbolo está a ser transmitida e implantada e para mim é um tema de interesse que gostei de explorar e entender. O trabalho inclusivo, em Portugal, tem um grande espaço para melhorar, mas existem passos a serem dados e com muito valor.


 


Funcionalidade:



  1. Fazer Download da aplicação, disponível para iPhone e Android;

  2. Coloca-se a Câmara sobre o objeto;

  3. É indicada a cor;

  4. É possível de gravar a imagem e a informação.


 


Vantagem:



  1. Face ao atual, permite uma perceção da cor real e concreta de um objeto, com a legenda da cor.

  2. Permite partilhar com certeza a cor de um objeto.


 


A Melhorar:



  1. Seria perfeito ter a tradução da cor em RGB. Penso que seria espetacular.


 

App de Receitas: Sapo Sabores

Sapo Sabores_1.jpg


 (Fotografia Sapo Sabores)


 


Hoje a a App é de receitas. É verdade, podem já dizer à vontade “Já cá faltava que um blog de uma mulher não tivesse receitas”…. Meus caros, lamento que o glamour da vida não se compadeça da realidade do dia-a-dia. A verdade é que temos de comer, de fazer refeições e por isso esta necessidade básica de cozinhar.


 


Verdade seja dita que me farto de estar sempre a fazer as mesmas coisas, por isso fui-me habituando a consultar sites para ter novas ideias, diferentes, giras… isto costuma acontecer quando há mudança de estação. Porque agora apetecem-me comidas mais fresca, como no Inverno apetecem assados. É uma situação sazonal, que depois passa e os pratos dentro da época infelizmente, acabam por não variar tanto.


 


Mas bem, já que deu a vontade o melhor é aproveitar. Fiz uma pesquisa no meu smartphone pela palavra receitas e apareceram 526 aplicações. Eu descarreguei a Sapo Sabores, sim é verdade, poderia ter escolhido outra, mas olhem escolhi esta. A razão foi ter a certeza que era uma App portuguesa. Por essa ordem de ideias também podia ter escolhido a do Azeite Oliveira da Serra e mais umas tantas, mas desta vez a escolha recaiu sobre esta, diz que tem 6.000 Receitas, por isso devo ter com que me entreter até daqui a 10 anos, no mínimo.


SapoSabores_2.jpeg


 (imagem da App no site Sapo Sabores)


 


 


Funcionalidades:



  1. Fazer download da aplicação, disponível para iphone e android;

  2. Apresenta uma lista de receitas do dia, com a indicação:

    • Tipo de Receita e Tipo de Cozinha (Exemplo: Peixes | Contemporânea);

    • Indicação do Número de Pessoas para o qual a receita está estimada;

    • Tempo de execução da Receita (Exemplo: Médio);

    • Grau de dificuldade de execução da Receita (Exemplo: Médio);

    • Indica o Resumo, Ingredientes e Modo de Preparação;

    • Existe a possibilidade de pesquisa de Receitas;



  3. Apresenta uma funcionalidade que é: O Meu frigorifico:

    • Permite pesquisar através dos ingredientes que se tem no frigorifico, receitas que se podem fazer:



  4. Possibilita marcar receitas como favoritas

  5. Possibilidade de fazer a Lista de compras a partir da receita

  6. Possibilidade de fazer o menu semanal de receitas, com as receitas que se encontram na App

  7. Acesso a outras Apps do Sapo.


 


Vantagens:



  1. Face à tradicional revista de receitas, é óptimo ter uma pesquisa facilitada.

  2. A possibilidade de colocar os ingredientes que se tem no frigorifico e a partir daí obter uma receita, eu considero espetacular.

  3. Ter a capacidade de criar a lista de compras a partir das receitas selecionadas.


 


A Melhorar:



  1. Penso que não seja consensual a minha sugestão de melhoria, mas eu preferia a tradicional divisão e posterior apresentação de Receitas (Entradas: Sopa de Tomate, Prato de Peixe: Açorda de camarão, etc) a ter logo disponível a foto e resumo de algumas receitas, que para o meu gosto pessoal não eram especialmente apelativas.


 


Esta ideia de App de receitas foi uma boa experiência, não tinha ideia desta funcionalidade de colocação dos artigos que temos no frigorífico para conseguir uma receita e parece-me de grande utilidade.


 


Qual é a vossa App de receitas de eleição?

Partilha: Como comecei a utilizar Apps a sério

capa-artigo-ideias-decorar-loja-roupa.jpg


 


(Fotografia retirada da internet) 


 


Neste ano em Janeiro, nos saldos decidi fazer uma lista de peças de roupa “que precisava”. Fiz a lista de forma organizada, com a ajuda dos sites online e escolhi algumas peças para comprar. As peças de roupa eram das grandes cadeias de lojas, não eram peças exclusivas ou de tratamento especial. No fim-de-semana dirigi-me a uma dessas lojas, com a minha lista em papel, para comprar as peças. Na lista para além da identificação da peça tinha colocado o preço.


 


Chego à loja onde tinha identificado um artigo e vejo que o mesmo artigo que no site online custava 19,99€ estava na loja a 39,99 € e pensei, “estou enganada”. Fui ver a referência, batia certo com a que tinha. Coloquei a segunda hipótese que me passou pela cabeça, “Este deve ser o preço de ontem e hoje como é fim-de-semana o preço voltou ao valor anterior aos saldos.” Falei com a Senhora da loja que me confirmou que era o mesmo artigo, mas deixou a nota que os preços online podiam não ser os preços de loja. E eu pensei, “está bem, mas uma diferença de 50% não faz sentido...”


 


Voltei a casa (nessa altura nem me passava pela cabeça ter uma App de lojas de roupa no telemóvel), fui ao computador, entrei no site e lá estava, o artigo que eu queria 19,99 €. Depois vi no site que existia uma lista de artigos de desconto online, com grandes diferenças de valor. Depois questionei-me, “Mas será só esta marca?” Fui ver e havia várias marcas de roupa, com o mesmo tipo de promoção de artigos online.


 


Nessa altura registei-me nos sites online para receber as campanhas e descarreguei as Apps das marcas das lojas onde compro roupa. Passei a ver se a mesma peça de roupa não tem descontos na loja virtual, não vá eu estar a pagar o dobro do valor da peça. 


 


Por norma, caso não exista a promoção de entregas gratuitas costumo levantar a roupa na loja. Acontece entrar na loja e ver a peça que comprei online e que vou buscar ao balcão, estar a ser vendida ao dobro do preço que comprei e dá-me vontade de dizer às pessoas para comprarem online.


 


E é por isso, porque considero que a utilidade das Apps e a possibilidade de acesso às plataformas móveis dá uma maior oportunidade, flexibilidade e possibilidades financeiramente mais atrativas. Experimentem e verifiquem na vossa vida se não se estão a esquecer de equacionar se os valores de venda dos produtos na loja não são mais baratos online. Deixo-vos a dica.


 


 

NOVIDADE!

Depois de um contacto com a Feira do Livro, informaram-me que vai ser disponibilizada a App da Feira do Livro de Lisboa no primeiro dia da Feira, ou seja dia 26 de Maio. Fiquem atentos!


 


(Nota: Não tive coragem de perguntar se tinha a funcionalidade das senhas para a rolote das bifanas, mas é bem possível que não...)

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

subscrever feeds

BlogsPortugal

Google Analytics